DELEGAÇÃO LATINO-AMERICANA

GIULIANO KREMMERZ
A CIÊNCIA DOS MAGOS VOL.I° - DEVIR


O Iº volume da Obra Omnia de Giuliano Kremmerz "A CIÊNCIA DOS MAGOS" está sendo publicada pela primeira vez no Brasil.

Tradução: Emirene Armentano Sestito
Acabamento: Brochura com orelhas
Páginas: 448
Editora: DEVIR Livraria

O livro pode ser encomendado também na Livraria Cultura e na Livraria Saraiva


Giuliano Kremmerz: As incompatibilidades - Primeira parte


Considero que sejam necessárias algumas anotações, comentários esclarecedores, à nossa obra entorno da Schola que deve conservar e continuar o conceito informador que determinou o seu nascimento e a sua organização. Não acredito que estas observações pareçam ingratas aos amigos e adversários das nossas ideias, quando eu escrevo com lealdade, abertamente, sem intenção de contrastrar de um modo ou de outro a ação de outras associações que conosco não tem em comum nem método nem finalidades.
Então esclareço:

(continua na página "Kremmerz")

   

ELEMENTOS DA TEOLOGIA EGÍPCIA
(Introdução ao estudo dos mistérios egípcios)

Diversos autores, entre os quais Kremmerz, Jean Marquès-Riviere, Amélineau e outros estão convencidos que o gnosticismo, firmemente condenado pela igreja por heresia, tenha sido na realidade um movimento esotérico baseado nos antigos ensinamentos religiosos e mágicos do Antigo Egito. Sob a cobertura do simbolismo e do nominalismo cristão, em poucas palavras, os gnósticos alexandrinos teriam na verdade continuado a praticar e concedido a doutrina dos antigos cultos e mistérios dos Faraós. Estas páginas portanto devem ser lidas com muita atenção porque ajudam a penetrar nos grandes mistérios da tradição egípcia. São extraídas do livro de M. E. Amelineau, Essai sur le gnostieisme égyptien: ses développements et son origine Egyptienne. Paris, 1887, cuja leitura era recomendada por Giuliano Kremmerz aos discípulos da Fraternidade de Myriam.

(continua na página "Magnani")

   

Pietro Negri: SUB SPECIE INTERIORITATIS

 

Coelum…, nihil aliud est quam spiritualis interioritas.
(GUIBERTUS - De Pignoribus Sanctorum IV, 8).

Aquila volans per aerem et Buso gradiens per terram
est Magisterium.

(M. MAYER - Symbola Aureae Mensae duodecim Nationum, Francoforte, 1617, p. 192).

 

São transcorridos muitos anos desde quando tive, pela primeira vez, consciência da imaterialidade. Mas, não obstante o fluir do tempo, a impressão que desta provei foi tão intensa, de maneira potente, que permaneceu até hoje na memória, por mais que seja possível comunicar e reter nela certas experiências transcendentais; e eu tentarei, hoje, expressar, humanis verbis, esta impressão, voltando a evocá-la desde os íntimos recessos da consciência.

(continua na página "Kremmerz")

Ùltima atualização: outubro / 2014

Newsflash